quinta-feira, 5 de novembro de 2009

SUGESTÕES DE ATIVIDADES LÚDICAS




BARRA MANTEIGA
Dividir o grupo em dois. Traçar duas linhas com uma distância média de 8 m entre elas. Os jogadores posicionam-se nas linhas, lado a lado.
Alternadamente, os jogadores vão até o lado adversário. Todos devem estar com as palmas das mãos viradas para cima, braços direitos dobrados na altura da cintura. O jogador bate com a palma de sua mão direita, devagar, em todas as mãos disponíveis, até que, repentinamente, dá um tapa mais definido numa das mãos e corre para o seu lado. Quem receber o toque, imediatamente corre atrás e tenta pegar o adversário Se conseguir, este passa a ser da equipe que o apanhou, e o jogador que o pegou faz a mesma coisa no grupo contrário.
A equipe que conseguir agarrar metade ou mais do outro grupo é a vencedora.

BATATA QUENTE
Para não “morrer” com a bola na mão, as crianças precisam se concentrar e coordenar os movimentos ao ritmo da fala.

-IDADE:A partir de 5 anos..

-LOCAL: Pátio..

-MATERIAL: Bola..

-PARTICIPANTES No mínimo três..

-COMO BRINCAR O grupo fica em círculo, sentado ou em pé. Uma criança fica fora da roda, de costas ou com os olhos vendados, dizendo a frase: “Batata quente, quente, quente... queimou!” Enquanto isso, os demais vão passando a bola de mão em mão até ouvirem a palavra “queimou”. Quem estiver com a bola nesse momento sai da roda. Ganha o último que sobrar..

- Uma opção é pedir para as crianças mudarem o ritmo com que dizem a frase. As que estão na roda têm de passar a bola de mão em mão mais rápido ou devagar, conforme a fala.

MORTO-VIVO
IDADE = A partir dos 4 anos

MATERIAL = Nenhum

ATIVIDADE O condutor irá dispor as crianças enfileiradas na horizontal, cada vez que o condutor falar MORTO, as crianças devem se agachar e quando ele falar VIVO eles devem se levantar, o condutor deverá ir falando cada vez mais rápido para que as crianças se confundam, quem errar sairá da brincadeira até que fique apenas o vencedor, depois a brincadeira recomeça novamente.


OBJETIVO
- Integrar a sala;

- Observação;

- Atenção;

- Agilidade;

- Percepção auditiva;

- Reflexos rápidos.



LENCINHO ATRÁS
Os componentes deverão tirar a sorte para ver quem ficará com o lenço. Deverão sentar na roda com as pernas cruzadas. Quem estiver segurando o lenço corre ao redor da roda enquanto o grupo fala:
Corre, cutia
Na casa da tia
Corre, cipó
Na casa da avó
Lencinho na mão
Caiu no chão
Moça bonita
Do meu coração.
O dono do lenço então pergunta:
- Posso jogar?
E todos respondem:
- Pode!
Um, dois, três!
Deixa então o lenço cair atrás de alguém da roda. Este deverá perceber, pegar o lenço e correr atrás de quem jogou antes que este sente no seu lugar. Se conseguir pegar aquele que jogou ele será o próximo a jogar o lenço, se não conseguir quem jogou o lenço continuará segurando o lenço para jogar atrás de outra pessoa.

AMARELINHA
Brincadeira não só de meninas, a Amarelinha, também conhecida como "Pular amarelinha", é uma brincadeira que estimula a criança a ter noções dos números, trabalhando a ordem das casas numéricas do número um ao número dez, além de estimular à habilidade do equilíbrio, pois as crianças nas áreas que não existem associações de casas, ou seja nos quadrados 1 - 4 -7-10, as crianças apenas podem colocar um pé, e nas demais com casas juntas 2 e 3 -5 e 6-8 e 9 e Céu podem e devem colocar os dois pés.
Para brincar de Amarelinha é preciso riscar o chão com um giz

XADREZ
Aula 1
http://www.clubedexadrez.com.br/menu_artigos.asp?s=cmdview1496
Aula 2
http://www.clubedexadrez.com.br/menu_artigos.asp?s=cmdview1496
Aula3
http://www.clubedexadrez.com.br/menu_artigos.asp?s=cmdview1496

Agradecimentos especiais ao amigo Gérson Peres Batista Editor do Clube de Xadrez www.clubedexadrez.com.br

AS BRINCADEIRAS

jogos como xadrez, dama, ludo, trilha, resta um, dominó, “seis marias”, e outros do mesmo gênero;
cordas, bambolês, brinquedos de chão como “amarelinha” e “rocambole” que poderão ser pintados no chão do pátio (pelos próprios alunos monitores);
cantinho da leitura de gibis;
jogo de cartas como mico, duvido, rouba monte, etc.
brincadeiras de morto vivo, mês, comando corpo, passa anel, rabo do tatu, corre-cotia, pula elástico, etc.
Pintura de tabuleiros para jogos de damas, jogo da velha, etc; nos bancos do pátio. E para as peças, utilizar tampinhas de refrigerante ( forradas ou pintadas.
Pintura de uma mini cidade no chão, para que os alunos possam trazer seus carrinhos, e brincar ali.
* Resgate de brincadeiras, como: amarelinha, ovo choco, gato e rato, e outras que fazem parte do nosso folclore.
* Para os dias de chuva, poderíamos organizar um bingo também.

ELÁSTICO:
Idade: A partir dos 6 anos.
Local: Pátio.
Material: Um elástico de 4 metros com as pontas unidas.
Participantes: No mínimo 3.

Como brincar: Duas crianças são escaladas para segurar o elástico. Elas ficam aproximadamente 2 metros de distância uma da outra, com o elástico na altura do tornozelo e com as pernas afastadas. A criança fica no centro do elástico, tem de fazer todos os movimentos combinados com os colegas antes de iniciar a brincadeira.

Pode ser pular com os dois pés em cima do elástico, com os dois pés fora dele, saltar com um pé só e depois com o outro, etc... Se conseguir, ela passa para a próxima fase: Executar a mesma seqüência de movimentos com o elástico colocando em uma altura maior. Do tornozelo parra para a canela, depois para o joelho até chegar a coxa.

Se a criança errar, troca de posição com um dos colegas que estão segurando o elástico. Ganha quem chegar mais alto sem errar.



CINCO-MARIAS:
Idade: A partir dos 7 anos.

Local: Pátio.

Material: Cinco Saquinhos recheados com areia ou arroz.
Participantes: Um ou mais.

Como brincar: Determine a ordem dos participantes. O primeiro joga os 5 saquinhos para cima deixando-os cair aleatoriamente no chão. Na primeira fase: ele escolhe um dos saquinhos e o joga para cima. Antes de pegá-lo de volta, recolhe com a mesma mão um outro que está no chão. Em seguida joga um dos que estão em sua mão para cima e pega um terceiro, segurando todos juntos na mesma mão. Se o saquinho que está no ar cair, a criança dá a vez para a outra.

O participante passa para a próxima fase se conseguir segurar todos os saquinhos. Na segunda fase: os saquinhos que estão no chão são pegos de dois em dois. O desafio aumenta na terceira fase. Agora, é preciso lançar um saquinho e pegar 3. Depois, jogar um que está na mão e pegar o restante.


Na quarta fase: a criança forma com o polegar e o indicador de uma das mãos uma trave de futebol. Com a outra, joga um saquinho para o alto e empurra outro para dentro desse gol antes de pegar o que está no ar. A criança tem de fazer quatro gols em quatro tentativas.

A última fase: determina os pontos de cada criança. Ela lança os cinco saquinhos ao ar e tenta pegar o máximo possível com as costas da mão. Quantos ficarem em sua mão será o número de pontos. " A brincadeira também é chamada de jogo das pedrinhas."

BAMBOLÊ:
Idade: A partir dos 6 anos.

Como brincar: A criança coloca o bambolê na cintura e o roda. Para mantê-lo girando, é preciso movimentar o quadril, como um rebolado. É possível também rodá-lo em outras partes do corpo: no pescoço, nos braços, nas pernas, além de jogá-lo para cima e tentar encaixar nos braços. Pode se organizar uma competição. O objetivo pode ser ficar mais tempo com ele e torno da cintura ou bambolear andando, sem deixar o brinquedo cair.

Um comentário:

  1. Olá,
    Possui algum email para contato?
    Se possivel enviar para:aline@educaedu.com

    Obrigada,

    ResponderExcluir